​Despoluição do Açude Velho é iniciada. Geladeiras, fogões, sofás, além de animais mortos já foram retirados

0
82
As equipes estão desenvolvendo o trabalho se limpeza na rua Giló Guedes, no trecho em frente à Caixa Econômica Federal e seguindo até a Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), que interliga com o Açude Velho, principal cartão postal da cidad (Foto: Secom-CG)

A Prefeitura de Campina Grande intensificou a limpeza e desobstrução dos canais da cidade que desaguam no Açude Velho. Já foram recolhidos dessas áreas geladeiras, fogões, guarda-roupas e sofás, além de animais mortos. O secretário Geraldo Nobre Cavalcante lamentou que o município tenha que investir um volume alto de recursos nesse tipo de ação. Segundo ele, muitas vezes essas ações ocorrem devido à descarga inadequada de lixo e outros objetos nos canais. 

A Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, desde o último sábado (11) direcionou o foco da equipe da Sesuma no Canal das Piabas. A ação integra um grande projeto de despoluição do Açude Velho.

Você já imaginou acertar 14 pontos com apenas 14 JOGOS na Lotofácil ?

Uma plataforma completa com inteligência artificial Que te GARANTE 14 e até 15 Pontos com apenas 14 Bilhetes.
Hoje você poderá se tornar um apostador PROFISSIONAL!

COMPRAR AGORA

ESTA OFERTA PODE SAIR DO AR A QUALQUER MOMENTO, APROVEITE!

Com o auxílio de máquinas, as equipes da Sesuma intensificaram a limpeza da área, que costuma ser utilizada, por alguns moradores, como local de descarte do lixo. Essa ação, que envolve retirada de resíduos sólidos e lama do canal implicou na obstrução do próprio canal. Toda a ação é coordenada pelo secretário Geraldo Nobre Cavalcante.

As equipes estão desenvolvendo o trabalho se limpeza na rua Giló Guedes, no trecho em frente à Caixa Econômica Federal e seguindo até a Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), que interliga com o Açude Velho, principal cartão postal da cidade.

Conforme a Sesuma, em breve toda aquela área passará por um processo de revitalização e despoluição, numa operação que envolverá técnicos da Sesuma e profissionais das Universidades Federal e Estadual da Paraíba (UFCG e UEPB, respectivamente).

Quando essa etapa for concluída, a equipe desenvolverá o mesmo trabalho nos demais canais da cidade.